Gostou? Clica aqui:

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Contos Esquecidos - Machado de Assis


Ficha técnica:
Título: Contos Esquecidos
Autor: Machado de Assis
Organização e Prefácio: R. Magalhães Júnior
Editora: Civilização Brasileira S/A.
Exemplar nº: 7484
Ano: 1956
Nº de páginas: 271
Coleção Machado de Assis: livro 5 de 12



Contos:
- Decadência de dois grandes homens
- Muitos anos depois
- A melhor das noivas
- Um esqueleto
- Uma loureira
- Brincar com fogo
- A última receita
- O passado, passado
- D. Mônica
- Casa não casa
- Silvestre
- A pianista
- O machete
- Vidros quebrados
- Venus! divina Venus!


Um livro muito bom, assim como os anteriores, este volume traz os "Contos Esquecidos" contos do início, um escritor em desenvolvimento. Nem por isso são ruins. No prefácio, R. Magalhães Júnior cita o que diz a escritora Lúcia Miguel Pereira sobre isso:
o pior Machado ainda é superior a muito romancista que anda, por aí, editando e reeditando; nada do que escreveu foi vulgar; em nenhum trabalho, por mais ligeiro que fôsse, deixou de pôr a marca de sua finura, da sua sobriedade, da sua natural e comedida graça de espírito e de forma.
Contos maravilhosos e dignos de leitura, todos com o característico estilo de escrita do autor.


Citações
Mostra-me o nariz e te direi quem és.
Citação do início do conto "Uma Loureira",  em que o narrador diz que a primeira coisa que repara ao conhecer alguém não é a boca, nem os olhos, é o nariz.

O seu casamento com o comendador Nunes foi feito contra a vontade do pai, pela razão que, nesse tempo, Nunes não tinha vintém. Mas o pai era boa alma, e apenas soube que o genro ia fazendo fortuna, fez as pazes com a filha. Morreu nos braços de ambos.
Ah! como eu amo o humor irônico do Machado. Ri um bocado.

Êle não sabia (como sabê-lo?) que o jovem médico baiano, o tenor, o diabo, Maciel, em suma, combinara com a família de ir ao teatro, e já lá os estava esperando.
Trecho de "Venus! Divina Venus!", Machado me divertiu com os adjetivos empregados a Maciel.

Para terminar as citações, neste mesmo conto, o pai de Virgínia anuncia o casamento da filha a chamando de "pecurrucha" eu sei que é trouxa, mas é como meu marido me chama as vezes (não, ele não pensa que é fofo, faz para ser tosco e engraçado mesmo e é isso que acaba deixando fofo. No nosso mundo isso faz sentido rs.)

Fotos:










Próximo livro: "Poesia e Prosa". Que já li e em breve posto por aqui. A vida anda bem corrida, mas vou tentar não diminuir a frequência no blog, logo volto.
;*


Francini Sonsin Aguiar Cervantes
http://www.skoob.com.br/usuario/290526


6 comentários:

  1. Machado era um gênio. Escrevia tão bem. Ótima dica.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo também, os contos são incríveis
      Obrigada
      Beijos

      Excluir
  2. Eu não li esse post pq continuo com invejinha da sua coleção.

    Mesmo assim, gosto muito de ti!

    Beijo beijo. rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha também gosto muito de ti Gi
      mas relaxa que a próxima resenha é do "Poesia e Prosa" que eu não gostei muito :P

      Beeijo
      <3

      Excluir
  3. Eu nunca consegui ler um livro de literatura inteiro... :(
    Bjs

    http://mamaeamelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Jenny, sério? Então, este livro é um livro de contos, são várias histórias pequenas. Acho que um livro de contos é bom para começar, mas não recomendo Machado de Assis pela linguagem.
      Tenta começar lendo algo mais novo, um livro pequeno com um tema que você goste.
      Leitura é hábito, se começar aos poucos, logo está lendo de tudo.

      ;*

      Excluir

Fique a vontade para comentar. Se quiser receber uma notificação da minha resposta, basta selecionar "notifique-me" abaixo (perto de enviar comentário). Obrigada.